top of page

Dia Internacional da Mulher: Quebradeiras de coco realizam mutirão em Matinha


Mutirão de quebra de coco babaçu, um ato coletivo para reivindicar direitos e celebrar conquistas, assim foi comemorado o Dia Internacional da Mulher na comunidade São Caetano, território Sesmaria do Jardim, município de Matinha. A ação foi realizada pelo Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu-MIQCB Regional Baixada Maranhense e reuniu mais de cem mulheres dos municípios de Matinha, Viana, Cajari, Penalva e Pedro do Rosário.


A data para ação não foi escolhida à toa. No dia Internacional das mulheres a reunião de quebradeiras representa o modo de vida tradicional, resistência e solidariedade entre elas.


Joana Moraes, povoado São Brás, município de Penalva “representa uma atividade na vida da gente muito especial e gratificante. Desde a adolescência que a gente quebra coco e foi por meio desta atividade que eu tiro o sustento da minha família e criei meus filhos. Tenho muito orgulho de ser quebradeira de coco babaçu”, declarou.


A atividade foi marcada por animação e cantorias, mas também foi um momento de cobrar do governo agilidade na execução de um decreto estadual que tem o objetivo realizar a regularização e desapropriação por interesse social do território Quilombola Sesmaria do Jardim. O Decreto completa 2 anos neste mês de março (31 de março) e quase nada foi feito pelo Governo do Maranhão. No local existem três comunidades, cerca de 200 famílias que aguardam pela regularização.

“O que a gente espera é que o nosso território seja regularização com a titulação para que a gente possa lutar mais ainda pela preservação dos babaçuais. O babaçu para nós é maior fonte de renda que a gente tem dentro do nosso território”, frisou Maria da Glória Belfort.


A coordenadora de base do Miqcb Regional Baixada, Maria Natividade destacou os principais produtos que são produzidos pelo babaçu como pasta de brilho usado para dar brilhos para as panelas. “Do coco babaçu tudo se aproveita. Fazemos azeite, óleo, biscoito, artesanato, pasta de brilho para lavar nossas panelas e muitos outros produtos. Somos mulheres emponderadas e quando nos unimos conseguimos muitas conquistas”, enfatizou.


A ação foi destaque no jornal local do Maranhão. Confira:



15 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page