Campanha Babaçu Livre: Manifestações de lutas marcaram Dia Estadual das Quebradeiras de Coco Babaçu

Atualizado: 4 de out.



O Dia Estadual das Quebradeiras de Coco Babaçu, comemorado em 24 de setembro, foi marcado por manifestações de luta em defesa da vida, do meio ambiente, pelo acesso livre aos babaçuais e em defesa dos territórios livres. A data foi celebrada pelo Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), nos estados do Piauí, Pará e no Maranhão (Regionais Baixada e Mearim/Cocais).



No município de Esperantina-PI, a Regional do Miqcb do Piauí iniciou a programação com a feira agroecológica, em seguida houve intercâmbio das quebradeiras do Piauí e do estado do Ceará, elas visitaram as unidades produtivas do Movimento para conhecerem os processos produtivos do óleo, azeite e mesocarpo. No final do dia mais de 400 pessoas participaram da solenidade em comemoração à data. Na ocasião, houveram homenagens às quebradeiras que viraram sementes e as que estão vivas, apresentações das encantadeiras “Filhas da Mãe Palmeira” e outras apresentações culturais. A governadora do Estado do Piauí, Regina Sousa participou do ato e também foi homenageada.



“É com muita alegria que estamos reunidas com mais de 400 mulheres dos territórios dos cocais, entre rios e Chapada das Mangabeiras para comemorar nosso dia, o dia da quebradeira de Coco babaçu. No Piauí essa data virou lei e é motivo de orgulho para nós. Este ano, o tema do evento foi: Quebradeiras de coco babaçu na luta por seus direitos e em defesa dos territórios tradicionais. Dessa forma, é com muita animação que celebramos 31 anos de existência do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu”, declarou Helena Gomes, vice coordenadora do Miqcb.



No Piauí, participaram do evento a coordenadora executiva do Miqcb, regional Tocantins, Emília Alves e a coordenadora executiva da regional Imperatriz, Eunice da Conceição, a coordenadora regional do Tocantins, Francisca Pereira, bem como, as coordenadoras Regionais do Piauí, Marinalda e Klesia, a assessora jurídica do Miqcb, Renata Cordeiro e parceiros.


No estado do Pará, as comemorações do Dia Estadual das quebradeiras foram na Vila Tauiry, município de Itupiranga-PA. Com muita animação e cantoria as mulheres realizaram uma caminhada nas ruas da comunidade para reivindicar a defesa dos territórios, do acesso livre aos babaçuais e em defesa do meio ambiente.



Estamos comemorando junto com os ribeirinhos de Pedral do Lourenção e juntos estamos fazendo uma manifestação para que seja garantido a sobrevivência dos pescadores e ribeirinhos. Também estamos entregando equipamentos para as quebradeiras melhorarem sua produção”, destacou Cledeneuza Bezerra, coordenadora executiva do Miqcb Regional Pará.


No município de Codó-MA, a Regional do Miqcb Mearim/Cocais realizou uma grande caminhada em prol do Babaçu Livre e pelos direitos das Quebradeiras de Coco Babaçu. A passeata saiu da praça da igreja São Sebastião em direção a Prefeitura de Codó. Além das reivindicações, as mulheres comemoraram a data com a realização de uma competição da quebra do coco babaçu.



“Estamos hoje aqui, percorrendo as ruas de Codó para reivindicar a aprovação da minuta de Lei Babaçu Livre. A minuta já foi entregue nas Câmaras de vereadores nos municípios de Timbiras e Codó e até agora não temos nenhuma resposta. Por isso, estamos reivindicando porque as quebradeiras precisam do coco para sobreviver”, declarou Maria de Fátima, coordenadora executiva do Miqcb Regional Mearim Cocais.


Em Lago dos Rodrigues-MA, teve competição da quebra do coco, caminhada e reivindicação em defesa do meio ambiente, acesso livre aos babaçuais, em defesa da segurança alimentar e implementação de diversas políticas públicas.



“Nossa luta é em defesa da reforma agrária popular, da soberania alimentar e da justiça no campo e na cidade, e nossa disposição em contribuir na construção de um novo projeto de sociedade ao qual faz-se necessário o exercício pleno da democracia, preservação do meio ambiente e respeito aos povos e territórios tradicionais”, pontuou, Maria Alaídes, coordenadora geral do Miqcb.



Para finalizar as comemorações do Dia Estadual das quebradeiras de coco babaçu, a Regional do Miqcb da Baixada Maranhense realizou, na quarta-feira, 28, uma linda passeata nas principais ruas e avenidas do município de Viana-MA. As mulheres dos municípios de Penalva, Pedro do Rosário, Matinha, Viana, Cajari e os povos indígenas Akroá Gamella reivindicaram direito ao território, babaçu livre, contra o racismo e direito à vida. Também foi um momento de memória a Maria José Rodrigues, e seu filho, José do Carmo Corrêa, que até hoje tem suas mortes impunes.



Durante o ato as quebradeiras tiveram sua passagem barrada por um caminheiro que se negou a abrir espaço na avenida, causando instabilidade e insegurança para as mulheres. Mas elas seguram resistindo com muita luta.


“Nossa iniciativa foi reivindicar por justiça, pela aprovação da Minuta de Lei Babaçu Livre. Por falta da aprovação desta lei várias companheiras estão sendo mortas durante a coleta do coco babaçu, a exemplo da dona Maria José e seu filho José do Carmo Corrêa, que foram assassinados por um fazendeiro. Eles morreram debaixo de uma palmeira. Como quebradeiras de coco, trabalhadoras e mães de famílias, nos sentimos com essa situação e nos solidarizamos com a família e, por isso, clamamos por justiça”, declarou dona Maria Antônia, coordenadora executiva do Miqcb Regional Baixada Maranhense.







53 visualizações0 comentário