Buscar
  • Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu

Manoel da Conceição, Presente!

Manoel da Conceição, Seu Mané, Presente!


Hoje estamos juntos em memória e solidariedade com amigos, familiares, companheiros e companheiras de luta do Manoel da Conceição, ou Seu Mané, como é conhecido. Grande líder camponês e sindical é símbolo da resistência pelos direitos dos trabalhadores, pela reforma agrária e educação campo.


Nascido no interior do Maranhão, Seu Mané cresceu no campo junto com a sua família sob os desmandos de latifundiários. Na década de 50, foram expulsos das terras que cultivavam por fazendeiros e, de expulsão em expulsão, chegaram ao Vale do Pindaré-Mirim, onde começou sua trajetória de lutas pelos direitos dos trabalhadores rurais.


Organizou um sindicato para os trabalhadores do campo, lutou para que seus companheiros fossem alfabetizados e contribuiu para estabelecer o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra em Pindaré-Mirim. Se tornando importante liderança na região na luta pelos direitos do povo campesino.



Manoel esteve diante de um regime ditatorial que o perseguiu por anos, sendo preso e torturado diversas vezes até ser obrigado a deixar o país em março de 1976. Em uma das violências cometidas contra ele teve a perna amputada.


Após ter sido baleado nos pés, foi preso e, após alguns procedimentos médicos e uma assistência falha, Manoel perdeu a perna direita gangrenada. Ainda assim, não parou a luta. Ficou preso por mais de três anos, foi torturado diversas vezes, até que se refugiou em Genebra, na Suíça. Sendo um dos primeiros exilados a retornar com a Anistia em 1979. Voltando para os movimentos sociais, onde participou da fundação da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e do Partido dos Trabalhadores.


Nunca desistiu da vida de batalha pela democracia, pela justiça, pela igualdade e direitos dos povos do campo, por uma terra livre e de produção agroecológica.

🌿🌽🧑🏾‍🌾👩🏾‍🌾👨🏼‍🌾👨🏻‍🌾


Seu Mané hoje é semente.🌱 Seguirá sendo memória viva de um histórico de luta e resistência pela transformação social, política e econômica do país, tão necessário nos tempos atuais. Que nós, povos do campos, das florestas e das águas, sigamos colhendo os frutos da sua força e esperança!

Obrigada, Manoel! ✊🏾




6 visualizações0 comentário