top of page

MIQCB celebra um ano do Centro de Formação das Quebradeiras de Coco Babaçu

No dia 28 de abril nós comemoramos o Dia Mundial da Educação, uma data importante pois reforça o compromisso mundial para promover e melhorar a educação para todas as pessoas, priorizando como um direito humano fundamental de cada ser humano. Nesse sentido o Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB) celebra um ano da inauguração do Centro de Formação das Quebradeiras de Coco Babaçu, que oficialmente será no dia 02 de maio.


Um sonho realizado. Essa é a definição da assessora pedagógica do Centro de Formação das Quebradeiras de Coco, Ana Maria Ferreira, para ela o Centro representa uma conquista de anos das mulheres. “Para nós da assessoria técnica do MIQCB, o Centro de Formação é a consumação dos nossos anseios, quando o assunto é a qualificação das mulheres nos espaços de participação e também no aprendizado coletivo para com outras mulheres de seu território. Poder ver e celebrar esse um ano do Centro para nós é misto de alegria e orgulho”, enfatizou.


A jovem Taslane Carneiro, da cidade de Imperatriz afirma que o aprendizado adquirido no Centro de Formação oportuniza um intercâmbio cultural com as outras regionais. “Está sendo uma experiência nova pra gente, o que eu sabia sobre cultura, por exemplo, isso não é nem um terço do que estou aprendendo aqui, o quanto a nossa cultura é valiosa e o quanto é importante a nossa preservação ambiental”, disse.  


Já a coordenadora executiva do Centro de Formação, Bárbara Akroá, define o espaço como um processo de aprendizado constante. “Eu como aluna do Centro de Formação vivo um grande aprendizado, pois nesse local eu pude contar a minha história e ouvir as histórias das outras companheiras. Aprimorei minha memória e minha atuação nos espaços de formação que participo, algumas informações já tinha ouvido falar e outras são novas experiências vividas, para mim é um grande aprendizado, e eu só tenho e agradecer por ter essa oportunidade”, disse.


SAIBA MAIS SOBRE O CENTRO DE FORMAÇÃO


O Centro de Formação atende quebradeiras de coco babaçu que vivem nos Estados do Maranhão, Piauí, Tocantins e Pará. As turmas são formadas com cerca de 30 participantes, com idades de 29 a 70 anos. Uma segunda turma é formada por 30 jovens, de 17 a 28 anos.

No total, os cursos terão 300 horas/aula de formação, sendo 96 horas nas comunidades locais e outras 24 em intercâmbio em regionais do Movimento. A metodologia aplicada nos cursos refere-se a Educação Contextualizada que prioriza as questões da vida dos sujeitos, as problemáticas e as potencialidades do contexto local. É um modelo educacional que defende um currículo escolar no qual o estudante se reconheça e procure compreender o seu próprio ambiente.



 

 

18 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page