top of page

Miqcb e demais membros do Consea-PI tomam posse para o biênio 2023/2024

O Consea é uma instância de articulação entre governo e sociedade civil, que tem por objetivo propor as diretrizes da Política Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional.



O Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu-MIQCB Regional Piauí, representado pelas coordenadoras Marinalda Rodrigues da Silva (titular) e Klesia Lima da Conceição (suplente), tomou posse no novo Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea-PI) para o biênio 2023/2025. Além do Miqcb, membros do poder público e da sociedade civil compõe o Conselho. A solenidade aconteceu nesta quarta-feira (21), no auditório Santa Dulce dos Pobres, que fica localizado na Secretaria da Assistência Social e Cidadania do Piauí (Sasc).


O Consea é uma instância de articulação entre governo e sociedade civil, que tem por objetivo propor as diretrizes da Política Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional na busca pela garantia do direito humano à alimentação adequada e saudável dos piauienses, implementada por meio do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN.


A coordenadora do Miqcb da Regional Piauí, Marinalda Rodrigues representa o Movimento como suplente no Conselho e destaca a importância do Consea para a segurança alimentar e nutricional dos que mais precisam.


“Participar do Consea é muito importante para que as diretrizes e prioridades da política de segurança alimentar sejam de fato efetivados. Enquanto segmento da sociedade civil vamos monitorar os programas e equipamentos do poder público referentes as ações de segurança alimentar para que possamos garantir o direito humano a alimentação adequada”, frisou.



A Secretária Regina Sousa ressaltou a importância da participação popular para o sucesso das políticas públicas e destacou ações que ela considera prioritárias como o banco de alimentos, a cozinha comunitária, os restaurantes populares e a parceria com empresas para a criação de novas vagas para pessoas que estão no Cadastro Único. “Nós precisamos amenizar a fome, mas é importante que a pessoa possa ter o seu trabalho para poder se sustentar”, apontou a secretária.


Edna Guedes, diretora de Segurança Alimentar e Nutricional da Sasc, destaca a importância do trabalho em parceria entre governo e sociedade civil: “Nós estamos aqui reunidos para celebrar o retorno do CONSEA, que é o Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional. É de grande importância essa união entre a sociedade civil e o governo porque fortalece as ações que são desenvolvidas, que são planejadas para as políticas públicas, para que, de fato, essas políticas públicas aconteçam. Essa união fortalece, faz com que essas ações de fato estejam representadas”, finaliza Edna.


19 visualizações0 comentário
bottom of page