top of page

Miqcb presente na III Marcha das Mulheres Indígenas, em Brasília


Com o tema "Mulheres Biomas em Defesa da Biodiversidade através das raízes ancestrais", a 3ª edição da Marcha das Mulheres Indígenas foi realizada nesta quarta-feira, 13, em Brasília (DF). O movimento reuniu mulheres de diversas partes do Brasil e do mundo que lutam por igualdade de gênero, defesa de direitos e preservação da cultura, além da demarcação de terras. O Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu-MIQCB esteve presente no ato que luta pela: “Não a violência contra as mulheres da floresta” e “Demarcação já aos indígenas do Brasil”.


A concentração começou por volta das 8h, no Eixo Cultural Íbero-Americano — antiga Funarte. Por volta das 9h, o grupo deu início à marcha em direção à Esplanada dos Ministérios. Às 10h30, elas chegaram em frente ao Congresso Nacional.



De acordo com a organização do encontro, representantes dos 26 estados brasileiros, além de mulheres indígenas do Peru, dos Estados Unidos, da Malásia, da Rússia e da Nova Zelândia participam do evento. O encontro é promovido pela Articulação Nacional das Mulheres Indígenas Guerreiras da Ancestralidade (Anmiga).


A vice-coordenadora do MIQCB, Ednalva Ribeiro participou das atividades. “É com muita alegria que o MIQCB soma esforços com essas guerreiras, mulheres indígenas que lutam bravamente pela defesa dos territórios, pela biodiversidade e pela vida. Estamos aqui para reivindicar pela demarcação dos territórios indígenas, pela não a violência contra as mulheres da floresta”, declarou, Ednalva.

9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page