top of page

Miqcb realiza atividade de Planejamento, Monitoramento e Avaliação do Projeto Floresta


Na manhã desta quinta-feira, 07, a Coordenação do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu- MIQCB reuniu-se com a Enraízes Soluções Participativa para revisar o Plano de Planejamento, Monitoramento e Avaliação do Projeto Floresta de Babaçu em Pé. A reunião aconteceu no Centro Combonianos, no bairro Olho D’Água, São Luís-MA.

Durante a reunião, conduzida pela equipe do Projeto Floresta e a consultora da Enraízes, Ana Carolina Magalhães, tratou-se sobre a consolidação da linha de base do referido plano, com a análise dos componentes (Fundo Babaçu, Fortalecimento Institucional, Centro de Formação e Gestão do Projeto), indicadores e subindicadores. A consultora também realizou uma dinâmica para o reconhecimento da teoria da mudança a partir da análise de um croqui pelos presentes.



O Projeto Floresta de Babaçu em Pé, desde sua retomada em março de 2023, já conquistou grandes avanços. No mês de maio foi inaugurado Centro de Formação das Quebradeiras de Coco Babaçu. A primeira turma, formada por mulheres quebradeiras de coco babaçu, contou com 30 participantes, com idades de 29 a 70 anos.


Outra conquista foi o fortalecimento do Fundo Babaçu. No mês de junho foi lançado dois Editais na ordem de R$ 1,6 milhão para apoiar projetos sócios ambientais de quebradeiras de coco babaçu. Ao todo foram entregues 35 projetos que serão analisadas pelo Grupo Gestor do Fundo Babaçu, seguindo os critérios exigidos pelos Editais.


O Encontrão das Quebradeiras de Coco Babaçu realizado nos dias 12, 13 e 14 de julho também foi uma atividade desenvolvida a partir de recursos do Projeto majoritariamente reunindo mais de 350 delegadas e participantes.



“Desde a retomada do Projeto Floresta já avançamos bastante resultados. Por isso, esse momento de diálogo sobre o monitoramento e avaliação do projeto é de extrema importância para que possamos conquistar ainda mais grandes resultados, pela preservação das florestas e pelo bem viver das famílias dos territórios tradicionais”, concluiu Anny Linhares, coordenadora do projeto.


O Projeto Floresta Babaçu em Pé é financiado pelo Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e tem como objetivo principal apoiar o Fundo Babaçu para seleção e apoio de projetos socioambientais derivados de organizações agroextrativistas nos estados do Maranhão, Tocantins e Pará.


As ações do Floresta de Babaçu em Pé serão direcionadas para comunidades tradicionais de mulheres quebradeiras de coco babaçu, que historicamente têm na coleta e quebra do babaçu sua fonte de renda e que, desse modo, dependem da Floresta em Pé para preservar modos próprios de criar, de fazer e de viver.



O Projeto Floresta com o reforço da equipe técnica formada pelas profissionais: Anny da Silva Linhares, coordenadora do projeto; Rafaela Monteiro Santana, coordenadora financeira; Ana Maria Bezerra, coordenadora pedagógica; Francivânia Gonçalves, auxiliar administrativo; Luciene Dias Figueiredo, secretária executiva do Fundo Babaçu e Maria Carolina Sampaio, auxiliar administrativo do Fundo Babaçu.






29 visualizações0 comentário
bottom of page