Miqcb Regional Piauí realizou capacitação sobre SVS com 32 lideranças comunitárias


Nesta sexta-feira, 28, o Miqcb da Regional Piauí realizou capacitação com 32 lideranças do território dos cocais sobre o Sistema de Vínculo Solidário (SVS). A Regional atende crianças e adolescentes, filhos de quebradeiras de coco babaçu, de 10 municípios do Estado. A capacitação foi realizada na cidade de Esperantina-PI.


Na ocasião, a coordenação do Miqcb fez uma avaliação positiva dos trabalhos de SVS e analisou como o programa cresceu na Regional. Dessa forma, para atender a demanda nos municípios o Movimento necessita do apoio dos parceiros: lideranças comunitárias e a juventude. Nesse sentido, a capacitação foi para explicar a teoria e a prática do programa de SVS.


Vale destacar que o Projeto Sistema de Vínculo Solidário (SVS) é apoiado pela ActionAid e executado pelo Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (Miqcb) tem como objetivo principal promover projetos e ações de resposta às crises humanitárias liderada por mulheres e jovens no combate à fome.


A coordenadora executiva do Miqcb Regional Piauí e vice coordenadora do MIQCB, Helena Gomes explicou que a capacitação é importante porque o Movimento atua em várias frentes no Estado e executa várias atividades como: realização de encontrinhos, execução de projetos que visam a autonomia econômicas das quebradeiras de coco, luta pela preservação do meio ambiente, dialoga com o poder público e com a sociedade sobre aprovação do projeto de Lei Babaçu Livre e várias outras atividades.


“No estado do Piauí o Miqcb trabalha em parceria com as lideranças comunitárias, elas são uma grande fortaleza na execução do nosso trabalho. Quando precisamos realizar qualquer atividade em algum território, são as lideranças que nos ajuda a articular e mobilizar. Elas são o braço forte do miqcb”, explicou Helena Gomes.


Helena destacou ainda que um dos momentos mais felizes da capacitação foi encontrar jovens que foram atendidos, quando crianças, pelo projeto de SVS e hoje estão recebendo capacitações para atender e ajudar outras crianças de suas comunidades. “Isso mostra que a semente plantada nas crianças, germinou e deu frutos. Esses resultados nos motiva e fortalece nosso trabalho”, finalizou.


Além da coordenadora executiva, Helena Gomes, participaram da atividade as coordenadoras Klesia Lima, Marinalda Rodrigues e o assessor Jucelino.



23 visualizações0 comentário