top of page

Organizações contempladas com recursos na ordem R$1,6 mi receberam capacitações, em São Luís



Nos dias 19 e 20 de março cerca de 19 organizações proponentes que foram comtempladas pelo Fundo Babaçu, representadas por meio de seus coordenadores e presidentes, participaram de uma capacitação técnica para contribuir e orientar as lideranças e gestores para executar todas as etapas do projeto. O evento ocorreu na sede administrativa do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu, em São Luís e contou com a participação dos representantes dos Estado do Pará, Maranhão e Tocantins.


Ao todo o valor destinado as organizações gira em torno de R$1,6 mi que foi destinado no 6º edital e contou com recurso Fundo Amazônia, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social-BNDES. Os projetos socioambientais selecionados contemplam mercados digitais, apoio a produção, comercialização, melhoramento de unidade de beneficiamentos de babaçu, implementação de sistemas agroflorestais até apoio a educação com investimentos em Escola Família Agrícola. 

 

Para a coordenadora geral do Miqcb nos quatro Estado, Maranhão, Piauí, Tocantins e Pará,  Maria Alaides, a formação significou um avanço para afinar e estar em sintonia com a base do Miqcb. “Estamos vivenciando um tempo novo, realizamos uma oficina estratégica, uma capacitação e uma formação para gestão de projetos, que contribuem para o empoderamento das mulheres, das associações da base do Miqcb, um a troca de experiências, em prestação de conta e realização de projetos no contexto da sóciobiodiversidade”, disse. 


Para Luciene Figueiredo, secretária executiva do Fundo Babaçu esse momento é crucial para afirmar a política da autonomia dessas organizações: “O Fundo Babaçu tem essa especificidade que é contemplar entidades que estão nas comunidades, as associações de base, essa formação oportunizou conhecermos o trabalho mais detalhadamente, uma troca essencial com os nossos parceiros locais e o protagonismo das quebradeiras de coco babaçu”, afirmou.


Fabrízia Chaves, da comunidade quilombola de São Miguel, situada no município de Rosário, foi uma das contempladas pelo Fundo Babaçu, para ela a formação foi um momento importante, pois conseguiu unificar todos os projetos beneficiados pelo Fundo Babaçu, oportunizando uma troca de experiências. "Para mim esse momento nos mostrou as potencialidades dos nossos projetos, pois tivemos a oportunidade de vermos mais ideias e assim trocarmos informações e acúmulo sobre os temas que discutimos", afirmou.


Durante a formação pode-se orientar as lideranças e gestores para executar todas as etapas do projeto como: prestação de contas, relatórios narrativos e financeiros, práticas e procedimentos para boa gestão, bem como, monitoramento, avaliação e visibilidade.


SAIBA MAIS SOBRE O FUNDO BABAÇU:


O Fundo Babaçu tem como objetivo contribuir para autonomia e qualidade de vida das quebradeiras de coco babaçu e suas comunidades tradicionais, com a conservação da biodiversidade existente nas florestas de babaçu, por meio da ampliação do seu acesso a fontes de recursos e promoção do fortalecimento das organizações de base comunitária a partir do desenvolvimento de capacidades em gestão de projetos socioambientais, nos estados do Pará, Piauí, Tocantins e Maranhão situadas em regiões de babaçuais.

 

 

Conheça as 19 organizações contempladas pelo Fundo Babaçu:


01-  Cooperativa Interestadual das Mulheres Quebradeiras de Coco Babaçu – CIMQCB

02-  Associação de Mulheres Trabalhadoras Rurais de Lago do Junco e Lago Dos Rodrigues - AMTR-MA

03-  Associação Regional das Mulheres Trabalhadoras Rurais do Bico do Papagaio – ASMUBIP-TO

04-  Cooperativa de Produção e Comercialização dos Agricultores Familiares Agroextrativistas e Pescadores Artesanais de Esperantina LTDA – COOAF BICO-TO

05-  Associação Indígenas, Agricultores Familiares e Extrativistas do Território Taquaritiua, Viana MA – ASIAFE

06-  Associação Comunitária de Educação em Saúde e Agricultura - ACESA-MA

07-  Associação das Mulheres Quebradeiras de Coco de Capinzal – AMUQUEC – MA

08-  Associação dos Pequenos Lavradores do Projeto de Assentamento Ouro Verde Setor Barro Branco - ASBB-TO

09-  Associação da Comunidade Ribeirinha Extrativista da Vila Tauiry - ACREVITA-PA Grupo Beneficiado: Coletivo de Mulheres Quebradeiras de Coco Babaçu a União Faz a Força - CMQCBUFF-PA

10-  Associação Comunitária e Educacional José Rocha – ACEJOR-MA

11-  Cooperativa Quilombola de Produção e Comercialização de Polpa de São Miguel – MA

12-  Associação Vencer Juntos em Economia Solidária - AVESOL – MA

13-  Clube de Mães Quilombolas Lar de Maria – MA

14-  Cooperativa dos Agricultores e Agricultoras Familiares Agroextrativistas Monte Cristo - COOAAFA -MA

15-  Cooperativa Mista dos Agricultores do Vinagre – MA

16-  Associação de Mulheres Quebradeiras de Coco Babaçu e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Quilombo Dois Mil – MA

17-  Associação da Escola Família Agrícola de Lago do Junco – AEFALJ-MA

18-  Associação de Formação e Capacitação dos Cocais - ASFOCO – MA

19-  Associação Comunitária de Remanescente de Quilombo de Santa Tereza - ACORQSATE – MA












 

 

 

 

15 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page