top of page

R$ 1,8 milhão para projetos socioambientais de quebradeiras de coco babaçu

Atualizado: 23 de jun. de 2023


Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, o Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), lançou nesta quarta-feira (07), dois Editais que serão apoiados pelo Fundo Babaçu, na ordem R$ 1.820.000,00 (um milhão, oitocentos e vinte mil reais). O evento de lançamento aconteceu no auditório do Centro de Cursos e Formação – OÁSIS, em São Luís-MA e contou com a presença de quebradeiras de coco babaçu dos estados de atuação do MIQCB: Maranhão, Pará, Tocantins e Piauí. Os editais estão disponíveis no site do MIQCB: https://www.miqcb.org/


As inscrições dos projetos começaram nesta quarta-feira (07) e se estendem até o dia 08 de agosto. Podem se inscrever associações, cooperativas e fundações da sociedade civil que atuam em comunidades agroextrativistas de quebradeiras de coco babaçu com ações de combate ao desmatamento, preservação dos babaçuais e do meio ambiente como um todo, fortalecimento das quebradeiras de coco babaçu como guardiãs das florestas.



“É com muita alegria que estamos celebrando o lançamento de dois importantes Editais do Fundo Babaçu. São recursos não reembolsáveis que serão destinados para fortalecer nossas produções nos nossos territórios de quebradeiras de coco babaçu e a conservação da biodiversidade. Os Editais apoiam projetos nas categorias Pindova, Capota e Curinga.”, declarou Maria Alaídes, coordenadora Geral do Miqcb.


Pelo Fundo Amazônia/ Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) serão selecionados até 20 projetos, contemplando municípios localizados na Amazônia Legal, precisamente nos estados do Maranhão, Tocantins e Pará, com recurso total de até R$ 1.600,000,00 (um milhão e seiscentos mil reais).



A Diretora do Fundo Amazônia/ Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), diretora Tereza Campello enviou um vídeo parabenizando as quebradeiras pela conquista. O vídeo foi exibido durante o lançamento. No seu depoimento, a diretora destacou a retomada do Fundo Amazônia no atual governo federal e pontuou a importância do Fundo para a preservação ambiental, na manutenção da vida e na sustentabilidade.


“Não existe sustentabilidade olhando só para o meio ambiente ou só no econômico, temos que pensar o social juntos. Então esse projeto é completo quando a gente olha o econômico, o social e o ambiental trabalhando de forma complementar. É isso que os editais do Fundo Babaçu vão garantir. Vai garantir emprego e renda com a atividade econômica, a floresta em pé, reduzir a pobreza, fortalecer as comunidades e as ações de mulheres. Quebradeiras de coco babaçu, vocês são nossos guardiães da floresta”, frisou a diretora do BNDES.



A secretária nacional de Povos e Comunidades Tradicionais do Ministério do Meio Ambiente, Edel Moraes, também por meio de vídeo, transmitiu uma mensagem para as quebradeiras.


“Estamos muito contentes enquanto Ministério do Meio Ambiente, enquanto Secretaria de Povos e Comunidades Tradicionais de poder está vivenciando esse momento, celebrando junto e desejando sucesso nesse projeto que consideramos como reflorestamento. Reflorestamento das pautas e das políticas socioambientais, reflorestamento de mentes e corações e continuarmos a construir e dizer que outro mundo é possível. Viva as Mulheres quebradeiras de coco babaçu”, finalizou.


Para o estado do Piauí o Fundo Babaçu apoiará, com recursos da Fundação Ford, projetos na ordem de R$ 220.000,00. Serão contemplados até 07 projetos.



“A gente na Fundação Ford tem apostado muito nesses mecanismos que visam levar o recurso mais diretamente para as comunidades, entendendo que esses recursos é um reconhecimento do modo de vida, que envolve a proteção dos territórios, que envolve os cuidados com as florestas, nesse caso as florestas dos babaçuais. Então a gente aposta que cuidar das pessoas que cuidam do meio ambiente é a melhor aposta que a gente tem para manutenção das condições de vida humana na terra”, declarou Erika Yamada, coordenadora de Programas da Fundação Ford.



A coordenadora executiva do Miqcb da Regional Piauí, Helena Gomes falou da importância dos editais para o fortalecimento dos territórios das quebradeiras de coco babaçu. “A importância desses editais hoje do Fundo Babaçu é que nós quebradeiras de coco, as associações do território têm essa oportunidade de fazer um projeto para sustentabilidade e geração de renda das mulheres quebradeiras de coco babaçu. É uma oportunidade que a gente tem para que a gente possa crescer em estrutura e em qualidade”, declarou.


FUNDO BABAÇU- tem como objetivo contribuir para autonomia e qualidade de vida das quebradeiras de coco babaçu e suas comunidades tradicionais, com a conservação da biodiversidade existente nas florestas de babaçu, por meio da ampliação do seu acesso a fontes de recursos e promoção do fortalecimento das organizações de base comunitária a partir do desenvolvimento de capacidades em gestão de projetos socioambientais, nos estados do Pará, Piauí, Tocantins e Maranhão situadas em regiões de babaçuais.


Confira os Editais abaixo:


Edital apoiado pela Fundação Ford:


7 Edital Fundo Babaçu-FundaçãoFord-2023
.docx
Download DOCX • 8.28MB

7 Edital Fundo Babaçu-FundaçãoFord-2023
.pdf
Download PDF • 1.06MB



Edital apoiado pelo Fundo Amazônia:



6º Edital Fundo Babaçu_Fundo Amazônia-2023
.docx
Download DOCX • 7.83MB

6º Edital Fundo Babaçu_Fundo Amazônia-2023
.pdf
Download PDF • 1.68MB


GALERIA DE FOTOS:




492 visualizações0 comentário
bottom of page