Buscar
  • Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu

Violência no campo mata mais um irmão

Os assassinatos de camponeses, quilombolas, de pessoas oprimidas não podem virar um costume, uma coisa banal. É preciso seguir lutando, denunciando e cobrando justiça.

Mataram mais um irmão, mataram mais um companheiro quilombola, mataram Edvaldo Pereira Rocha em 29 de abril de2022. Os assassinatos de camponeses, quilombolas, de pessoas oprimidas não podem virar um costume, uma coisa banal. É preciso seguir lutando, denunciando e cobrando justiça.


No Maranhão há uma escalada na violência no campo. Nos últimos 24 meses, foram assassinadas 14 (quatorze) pessoas em áreas de conflito, sendo 7 (sete) quilombolas e 02 (dois) indígenas. Do total de vítimas 04 são mulheres e somente 03 (três) desses casos tiveram inquéritos concluídos pela Polícia Civil/Federal, o que demonstra o nível de impunidade que premia os algozes dos defensores e defensoras de direitos humanos.


Assim, 2022 inicia com mais um rastro de violência! Assassinaram Seu Edvaldo, quilombola da comunidade Jacarezinho em São João do Sóter, um companheiro e irmão. Ele foi para outro lado do caminho, não pela vontade do Deus da Vida, mas por decreto do poder, do latifúndio e do agronegócio.


Seu Edvaldo foi arrancado da vida, mas para os que tem fé e os que têm crença na utopia de um mundo justo e igualitário, ele ressuscitará, ele renascerá na luta quilombola pelo bem viver e pelos direitos humanos.


Junte-se a nós no ato religioso e de solidariedade pelo 7º dia do seu assassinato, que acontecerá no dia 05 de maio de 2022, na capela da comunidade Jacarezinho em São João do Sóter. Vamos cantar juntos, vamos encher de esperança, animar e dar forças aos irmãos e irmãs de Jacarezinho, Bom Descanso, Primeiro Brejo e Brejinho.


Por causa da libertação

Por causa de um pouco de terra

Por uma fatia de pão

Mataram mais um irmão

Por causa da esperança

Por causa de um mundo mais justo

Por causa de tanta opressão

Por causa de coisas que disse

Por ter defendido os irmãos

Mataram mais um irmão

Mais Ele ressuscitará

O povo não esquecerá (Padre Zezinho)


Realização: Paróquia de São Benedito/ Diocese de Caxias/ Sala da Cidadania


Apoios das entidades:

CIMI, CPT, SMDH, CPP, FETAEMA, CONAQ, CÁRITAS, MIQCB, Centro de Defesa PE. Marcos Passarini.

19 visualizações0 comentário