top of page

MIQCB participa da oficina de Planejamento Participativo Regional do INCRA-MA


O Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu-MIQCB participou nesta quinta-feira, 11, da oficina de Planejamento Participativo Regional do INCRA (MA), Ano 2024. A atividade foi realizada no Centro Pedagógico Paulo Freire, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em São Luís - MA. O principal objetivo foi o diálogo com os movimentos sociais e sindicais do campo para a construção das ações da autarquia no estado.


No evento, foram discutidas pautas importantes e estabelecidas as metas para avançar na promoção da justiça social e no desenvolvimento sustentável do campo. Os debates foram organizados em três grupos de trabalho: quilombolas e comunidades e povos tradicionais; desenvolvimento de assentamentos e obtenção de terras.


Na ocasião, as quebradeiras aproveitaram para entregar oficio para o Superintendente Regional do INCRA no Estado do Maranhão solicitando regularização e continuação dos processos de territórios tradicionais de quebradeiras de coco babaçu; inserção do MIQCB e das Associações dos territórios na mesa quilombola do INCRA; acompanhamento dos processos de regularização dos territórios de quebradeiras e outras demandas.

 

 “Através da nossa luta e resistência é que a gente está hoje aqui, neste planejamento, trazendo as demandas dos nossos territórios para gente fortalecer o bem viver das quebradeiras de coco babaçu”, destacou Maria de Jesus, coordenadora de base do MIQCB Regional Mearim/Cocais.


Segundo o superintendente regional do Incra no Maranhão, José Carlos Nunes Júnior, a oficina foi uma oportunidade única de diálogo e colaboração. Ele ressaltou a importância da presença das quebradeiras de coco na ação.


“Quero destacar a luta das nossas guerreiras quebradeiras de coco. Eu tenho acompanhado a luta por muito tempo e elas estão aqui presente, dando sua contribuição para que essa proposta seja realmente o reflexo dos movimentos sociais que lutam e defendem a permanecia no campo”, frisou.


O presidente do Instituto, César Aldrighi, participou do evento e pontou a importância de ouvir os movimentos sociais na construção do Planejamento Participativo. “2024 é um ano de extrema importância para a reforma agrária, para todo o país, especialmente para o Maranhão e para todas as companheiras do MIQCB. Nosso evento aqui tem o objetivo de planejamento das ações do INCRA, distribuição do orçamento que está alocado nas ações no que os movimentos apresentam de demanda para nós”, declarou Presidente do INCRA Nacional.


Ao final do evento, foi elaborada uma ata com os resultados das discussões, assinada pelo superintendente regional do Incra/MA e por representantes dos movimentos sociais. O documento formaliza o compromisso da construção das ações no estado, pautada no diálogo desenvolvido com os participantes.


Participaram do evento as coordenadoras do Miqcb Maria de Jesus, Maria Raimunda (Chica), Luzeny dos Santos, as lideranças Maria Antônia, Maria do Rosário, Zenilde dos Santos, bem como as assessoras Luciene Dias Figueiredo (coordenadora técnica)e Rebeca Costa (jurídico).



14 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page